Início | Artigos | Alterar o estilo de vida para prevenir e tratar a Insuficiência Cardíaca

Alterar o estilo de vida para prevenir e tratar a Insuficiência Cardíaca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A Insuficiência Cardíaca é uma doença crónica, o que significa que se prolonga no tempo e requer tratamento a longo prazo1. Além de seguir as recomendações do seu médico em termos de terapêutica, deve repensar o seu estilo de vida, procurando adotar hábitos mais saudáveis. O seu coração agradece.
As mudanças no estilo de vida são tão importantes como o tratamento médico para gerir a doença. São também fundamentais na prevenção da Insuficiência Cardíaca e podem incidir em aspetos como a alimentação, o exercício físico, o tabagismo e o álcool, entre outros.1, 2

Alterar alguns hábitos pode ajudar a2:

• Aliviar os sintomas de Insuficiência Cardíaca2
• Retardar a progressão da doença2
• Melhorar o seu dia a dia2

Entre as medidas de estilo de vida que pode adotar destacam-se:

1. Pare de fumar

O monóxido de carbono no fumo dos cigarros afeta a capacidade de transporte de oxigénio do sangue. Consequentemente, o coração tem de trabalhar mais para fornecer oxigénio suficiente ao corpo. Além disso, o tabagismo contribui para o depósito de gorduras nos vasos sanguíneos, causando o estreitamento destes vasos – incluindo os do coração – e o aumento da pressão arterial.1,2

2. Mantenha um peso saudável

O ganho ou a perda de peso repentinos podem ser sinal de que está a desenvolver Insuficiência Cardíaca ou de que esta está a progredir, pelo que deve controlar o seu peso, pesando-se regularmente. Fale com o seu médico se notar diferenças consideráveis de peso.1,2

Perda de peso: Perder muito peso em pouco tempo, sem intenção, pode ser grave. Pode indicar que não está a consumir calorias suficientes ou que a Insuficiência Cardíaca ou a inatividade estão a causar perda muscular. Também pode significar que a dose de diuréticos (um tipo de medicamento utilizado no tratamento da insuficiência cardíaca) é excessiva. A perda de peso inesperada deve ser sempre comunicada ao seu médico. A perda muscular pode passar despercebida se também fizer retenção de líquidos, na medida em que o peso se mantém relativamente estável.1

Aumento de peso: Se este for repentino (mais de 2kg em 3 dias) pode relacionar-se com retenção de líquidos ou com excessos na alimentação. O ganho de peso causado pela retenção de líquidos é rápido e pode aumentar o esforço no coração, uma vez que este tem de bombear com mais força para mover o líquido em excesso no sangue para o organismo. O aumento de peso por comer demasiado – que acontece mais lentamente – sobrecarrega o coração, já que a área de tecido corporal que necessita de oxigénio é maior, obrigando a um maior esforço cardíaco para permitir a realização das atividades diárias.1

3. Controle a ingestão diária de líquidos

Se tem Insuficiência Cardíaca, é provável que faça retenção de líquidos. Portanto, o seu médico pode recomendar-lhe limitar a ingestão de bebidas. Muitas pessoas com Insuficiência Cardíaca tomam diuréticos, que promovem a eliminação de sódio (sal) e de água, para reduzir a sobrecarga do coração.
Converse com seu médico sobre a quantidade de líquidos que deve beber diariamente.2

4. Não beba álcool

O consumo de bebidas alcoólicas é um fator de risco para o desenvolvimento de Insuficiência Cardíaca. Se já tem o diagnóstico da doença, deve banir o consumo de álcool da sua alimentação.2

5. Limite a cafeína

Consuma uma quantidade moderada de cafeína por dia, não mais do que uma ou duas chávenas de café.2

6. Mantenha uma alimentação saudável

Aposte numa dieta que inclua uma variedade de frutas e vegetais, cereais integrais, laticínios com baixo teor de gordura, aves e peixes sem pele, nozes e azeite. Além disso, limite a ingestão de gordura saturada, gordura trans, sal, carne vermelha, doces e bebidas açucaradas.2

7. Seja fisicamente ativo

Se não é fisicamente ativo, converse com o seu médico sobre o tema para que lhe prescreva um plano de exercício. Programe a atividade física no mesmo horário todos os dias para que se torne parte regular do seu estilo de vida. Se o exercício moderado não for possível no seu caso, considere participar num programa de reabilitação estruturado.2

8. Controle o stress

Estipule 15 a 20 minutos por dia para se sentar em silêncio, respirar profundamente e pensar numa cena pacífica. Pode também experimentar uma aula de yoga ou meditação. Quando se sentir com raiva, conte até 10 antes de responder para ajudar a reduzir o seu stress.2

9. Tenha atenção aos sintomas

Comunique ao seu médico quaisquer alterações relacionadas com sintomas como dispneia, fadiga, tosse persistente, náuseas, falta de apetite, aumento da frequência cardíaca, desorientação ou perda de memória.2

10. Meça a pressão arterial

A medição da tensão arterial em casa, além da realizada no consultório médico, pode ajudar a controlar a tensão alta. Vá apontando os valores ao longo do tempo. Isto pode revelar tendências e ajudar a eliminar leituras falsas.2

11. Descanse adequadamente

Para melhorar o seu sono, use almofadas para suportar a cabeça. Evite refeições pesadas e sestas perto da hora de se deitar. Opte antes por uma sesta depois do almoço e levante os pés por alguns minutos a cada duas horas.2

12. Procure apoio

Participe num grupo de apoio para pessoas com Insuficiência Cardíaca e outras doenças cardíacas. Entre em contacto com associações locais para saber mais sobre programas que fornecem refeições, transporte e outros serviços a pessoas que precisam de assistência.2

13. Vacine-se contra a gripe e a pneumonia

A gripe e a pneumonia são mais perigosas para pessoas com Insuficiência Cardíaca (ou qualquer problema cardíaco) do que para pessoas saudáveis, pelo que é importante vacinar-se. Fale com o seu médico sobre a hipótese de receber a vacina pneumocócica e a vacina anual contra a gripe. Ambas as vacinas são geralmente seguras e raramente causam reações graves. É muito mais arriscado não ser vacinado.2

14. Selecione roupa adequada

Não utilize meias apertadas, pois diminuem o fluxo sanguíneo, o que pode provocar coágulos. Evite também temperaturas extremas e vista-se por camadas, para que possa adicionar ou remover roupa conforme o necessário.2

Referências

1 – Sociedade Portuguesa de Cardiologia. Adaptar o estilo de vida com insuficiência cardíaca. https://bit.ly/34OVqzZ. Consultado em 17/02/2022.

2 – American Heart Association. Lifestyle Changes for Heart Failure. https://bit.ly/3rUZEPf Consultado em 17/02/2022.

3 – SNS 24 – Centro de Contacto Serviço Nacional de Saúde. Temas da saúde. Insuficiência Cardíaca. Existem diferentes tipos de insuficiência cardíaca? Disponível em: https://bit.ly/3oYsL0a. Consultado em 25/02/2022.